¡Viva la pasta!

Hoje eu vou falar do meu prato predileto, macarronada!!!

Tô escrevendo isso hoje porque, no domingo, rolou uma macarronada aqui no meu cafofo e eu quem fiz. Deu muito certo, ao ponto de não sobrar nada! Foi do tipo geral lambendo a frigideira quente, tem noção?

Vou te dizer que eu sou um alquimista em relação aos molhos que coloco no macarrão, e, já houve um tempo em que a família inteira vinha aqui pra casa só pra gente deitar e rolar na macarronada e eu lá, com a barriga no fogão, bolando diversos molhos e só ouvindo os deleites e gemidos a cada garfada, com geral me implorando pra abrir um restaurante… a minha família é uma delícia!

Bem, domingo, pra matar saudade desses bons tempos, resolvi tentar fazer uma ideia que há muito venho tendo para um molho de manjericão. Foi um sucesso, e vou passar ela aqui para vocês:

P_20170328_082112_1
Ramo de manjericão da minha casa

Tudo começa no liquidificador; você joga muita folha de manjericão, uns 3 ou 4 talos, junto com uma salsinha picada e uma cebolinha tb, coloca um cálice de licor de azeite, meio copo d’água morninha, sal a gosto e pimenta do reino… bate isso até virar um suco meio pastoso. Aí reserva…

Em uma frigideirona coloque um fio de azeite ou mesmo uma colher de chá de manteiga e espere esquentar um pouco, jogue alho picado, uns quatro dentes de alho, espere dourar um pouco e jogue cebola picadinha – uma cebola inteira picada – com uma colher de chá de açúcar mascavo e uma pitada de sal, espere caramelizar um pouco a cebola e, em seguida, jogue pimentão verde picadinho (eu uso meio pimentão se ele for grande)… sente o cheiro disso, peça a Deus pra te perdoar por desejar tanto isso, e volte aos afazeres se não pode queimar tudo!!!

Assim que tudo estiver no ponto, jogue o que estava no liquidificador e uns 12 a 13 tomates cereja em rodela! O tomate não é pra dissolver. Ele deve ser picado em rodelas, em uma vasilha, coloque orégano e sal e misture o tomate bem, aí depois jogue na frigideira. Espera esquentar, vai mexendo um pouquinho, sentindo o cheiro, babando e morra de vontade!!!

Bem, praticamente o molho tá pronto… aí você prepara a massa, escorre, lava – se você curte lavar – e, em outra frigideira menor, coloque uma manteiguinha, espera derreter, jogue a massa – a medida de um prato – e depois jogue uma concha do molho e vai misturando… deu uma esquentada, põe no prato, coloca parmesão ralado por ¡cima e manda vê!!!

Vou te falar que não deu nem pra tirar foto, foi um avanço!!! Sobrou nada… Tava uma delícia!!!

Espero que dê tudo certo aí contigo, qualquer coisa, escreve aqui me contando ou me chama pra comer contigo!

Vou papar, bjs!!!

Anúncios

Candy Man

Então, eu sou uma pessoa tarada por doces e, por conta da idade, preciso mesmo dar uma pausa nisso… ou comer escondido!!! Sim, porque doce é como droga, vicia e é um prazer delicioso a cada mordida. Eu adoro doce e seria uma vida muito triste se eu não pudesse mais comer um chocolate, ou a fábrica do Willy Wonka inteira.

É complicado… conseguir doces para gente como eu, que não passou no exame de sangue não é mole. Só que em Niterói tem o Candy Man!!! O Douglas Barros, um carinha que sai pela rua com bombons especiais e mega bem feitos! Por ser um cara preocupado com a saúde que cuida da alimentação e extremamente elegante, o Douglas carrega por aí doces sem lactose, sem triglicerídeos e adoçado com laranja, sei que é o mais nobre gosto do puro cacau com muito gosto de laranja que faz a gente ter vontade de gritar a cada mordida, e, além de tudo isso, vem com uma embalagem muito fofinha, delicada que só aumenta a vontade de morder aquilo!!!

16807753_788981674592971_3001143752597439369_n

Falar do Douglas aqui nesse blog é muito interessante: Douglas tem um belo tipo, um guri magro, alto com um rosto bem feito, um sorriso amigável, olhos negros e mega elegante, sempre achei ele parecido com um cantor de rock estiloso, ele se veste muito bem, e, numa conversa com ele descobri que Douglas, além de ser neto da primeira boleira de mão cheia de Niterói, trabalha também como modelo, além de ser excelente skatista da cidade. Isso mesmo, isso tudo que eu descrevi aí ainda tem a generosidade de fazer o doce mais saudável da cidade e sair por aí, junto com sua linda esposa, oferecendo três peças de puro sabor de chocolate com laranja em um saquinho muito lindo. É ou não é o Candy Man?!

Bem, não pude e nem quis arrancar as receitas do Douglas pelo fato de ser seu “ganha pão” no momento, porém, tenho aqui com os contatos do cara para que você possa ir atrás do seu, corre!!!

Facebook: facebook.com/douglasbarros
E-mail: 1douglasbarros1@gmail.com

Agora, claro que dentro da minha amorosa crueldade deixo aqui uma receita de Pelé, um doce que parece muito com palha italiana, mas eu acho melhor!!! E muito mais fácil de fazer…

426060_10200423651052007_559200781_n

Tudo começa com o bom e velho brigadeiro, aquele que você coloca leite condensado, uma colher de manteiga e chocolate a gosto em uma panela, no fogo baixo, e não para de mexer até dar ponto…

Pois bem, momento antes do tal ponto, tu joga muito biscoito de maisena quebrado – estraçalha o biscoito, mas não até o ponto de moer – e duas colheres de chocolate em pedacinhos ou Nutella e mexe até o ponto… Tira da panela e coloque em um recipiente lindo pra você poder comer com os olhos e jogue um pozinho de cappuccino pra ficar charmoso.

Ah!!! Lamba a colher de pau que você usou pra fazer isso e raspe a panela (essa é a melhor parte).

Depois dessa experiência, curte aqui, comente e, por favor, não conte nada ao seu cardiologista, ou, não diz que fui eu que te ensinei isso, principalmente se seu cardiologista começar com L. Bjs!!!

Pão de Queijo melhor que beijo!

Opa! Olha eu estreando no blog já criando polêmica, minha cara isso!

Vamos lá, eu AMO PÃO DE QUEIJO! Sou fã número um do bolinho emborrachado, ao ponto de gostar dele quente e frio. Em Mato Grosso do Sul, onde eu nasci, se faz um Pão de Queijo com nata que fica com a casquinha durinha e seca, no formato de uma gota com o furo de um dedão em cima. Quando eu era pequeno, eu comi uma travessa cheia deles uma noite antes de ir viajar, nem preciso dizer o estrago que fiz no aeroporto de lá, né?! Mas não me arrependo, comi com vontade e, mesmo depois da tragédia, comeria de novo, quase igual aos romanos, eca! Eheheheh…

Teve um dia aí, que passou na tv uma disputa do Pão de Queijo de Minas e o de São Paulo que me deixou aguando do outro lado da tela. Sei que no final não souberam dizer qual dos dois tipos de Pão de Queijo é o melhor, provavelmente eu ia amar os dois, mas, acredito eu que cada região do Brasil tem sua maneira de fazer Pão de Queijo. O daqui de Niterói tem formato de colmeia e é “muxibentão”, uma delícia cheio de sabor e massa pra deixar suas bochechas enormes como de esquilos antes do inverno.

Bem, sei que depois desse programa, resolvi eu fazer Pão de Queijo. Catei uma receita, me joguei no mercado, comprei tudo e mãos à massa. Ficou um desastre!!! Ruim demais!!! O primeiro Pão de Queijo ruim da face da terra nascia ali, no meu forno!!! Claro que me lamentei aos quatro cantos e, eis que uma amiga, Dona Carmo Novello, compadecendo do meu sofrer, me deu uma receita de Pão de Queijo que até um gorila consegue fazer… Facílima e, pasme, perfeita!!! Do jeito q eu curto, casquinha douradinha, durinha e recheio aerado!!! O único trabalho é ficar fazendo as bolinhas…

17270859_10211574673020587_771790476_n
Foto: Carmo Novello

Vou passá-la pra quem leu isso aqui, por pura gratidão, depois comenta, por favor, o que achou?! Para minha patroazinha linda ficar feliz 😀

Vamos lá:

São só 3 ingredientes:

  • Polvilho azedo – uma xicara de chá
  • Uma caixinha de creme de leite
  • Queijo parmesão e mozzarella (ralados) – duas xicaras de chá

Joga em um recipiente o polvilho e o creme de leite, mistura até virar uma pasta, depois coloca o queijo, mas deixa uma pouco do parmesão pra colocar em cima das bolinhas, pouco mesmo…

Depois q tiver bem pastoso, começa a fazer as bolinhas com as mãos, unte uma forma com óleo e sai colocando lá!

Com o forno pré-aquecido – 180º – bem quentinho mesmo, coloca a forma lá e espera uns 30 à 40 min… não mais!

Depois é só comer, gritar: “QUE DELÍCIA! OBRIGADO SÓTER!!!” vir aqui e contar pra mim o quanto sua vida se tornou mais feliz, tá certo?!

Vou nessa papar, sempre!!!
Bom apetite!!!